O criterioso trabalho de seleção da TELC visa o desenvolvimento de um nelore mais precoce, rústico e fértil. As mais modernas técnicas zootécnicas e genéticas são utilizadas no nosso rebanho, nas fazendas Barra do Sucuriú e Santo Antônio, em Três Lagoas.

Rebanho

O rebanho atual é composto de cerca de 350 matrizes nelore PO, sendo 50 delas doadoras de embriões.

Sistema de criação

As matrizes são manejadas permanentemente em pastagens, recebendo durante a estação seca suplementação protéico-mineral. Os bezerros em amamentação recebem antes da desmama suplementação em sistema creep feeding. Após a desmama os animais permanecem em pastagens de tanzânia e brachiarão, nas quais o manejo é pelo sistema rotacionado intensivo, com cerca elétrica. Com 1 ano de idade passam para pastagens normais da fazenda.

Manejo

Para o rebanho de aproximadamente 300 matrizes adultas, é utilizada uma estação de monta de 3 meses (dezembro, janeiro e fevereiro). Essas matrizes são colocadas no mês de dezembro em pastejo rotacionado intensivo e lá permanecendo atá o fim da estação.

As melhores novilhas (cerca de 60, entre filhas de matrizes a campo e produtos de FIV) são colocadas, a partir de novembro, com os nossos dois touros que mais se destacaram na sua geração. Esta estação de monta é de apenas 2 meses, descartando-se as novilhas que não emprenharem.

Coleta de dados

Todos os animais são pesados a cada 3 meses até os 24 meses de idade. Esses dados são enviados para a Embrapa Geneplus (Campo Grande/MS), onde são analisados e convertidos em Deps.

Ferramentas utilizadas

Para maximizar o potencial de matrizes excepcionais a TELC utiliza-se da FIV (fecundação em vitro), produzindo cerca de 80 bezerros por ano através desse método. Todas as outras matrizes são inseminadas com sêmen dos melhores touros do momento.

A TELC faz uma severa seleção de seus tourinhos, todos tem andrológico positivo e passam por uma avaliação de carcaça (AOL e Marmoreio) antes de serem vendidos.

Preocupação ambiental

Visando a manter um bom equilíbrio entre a natureza e as atividades pastoris exercidas nas fazendas, a TELC se preocupa com suas reservas florestais (cerca de 20% da área total da propriedade) e com as matas ciliares. Evita-se o quanto possível o emprego de defensivos agrícolas e de inseticidas.